Grécia

Atenas

(30.07.2007) Cheguei no meio da noite no aeroporto e me rumei direto para o albergue, onde cheguei por volta de 4:30 da manha. O grego na recepção foi super mal educado, como eu estava dependendo de ficar lá resolvi ter paciência com ele. Após uns 30 min de conversa ele me arrumou uma cama e eu apaguei.

De manha fui procurar o PG (Alexandre Pinto) no quarto dele. Ele é um amigo meu do Brasil e resolveu compartilhar a viagem comigo pela Grécia e pelo Egito. Logo partimos para conhecer Atenas, afinal eu só tinha esse dia. Vimos vários monumentos, Agora antiga, Agora romana, Acrópole, Templo de Zeus Olímpico, Platéia Syntagma, Platéia Monastiraki e bairro de Plaka.

Ocorreu uma cena muito diferente. Eu fui fazer um ásana do Yoga com o Templo de Hephaestus ao fundo, e pedi para o PG bater a foto. De repente, veio uma guarda com cara de brava e gritou "DELETE IT ! DELETE IT ! THIS IS A SACRED PLACE !". Ela andou a gente apagar a foto e deu maior bronca. Foi o único lugar do mundo onde isso aconteceu.

Acho que valeria a pena ficar um pouco mais, acabou sendo tudo muito corrido e nem deu para entrar no clima do lugar.

Recomendo o Blog do Alexandre Pinto (http://alexp.travellerspoint.com), ele escreve super bem das viagens dele.



IOS

(31.07.2007) Acordei de madrugada para pegar a Ferry para IOS junto com o PG. Depois de procurar um pouco no porto, pegamos o catamarã rápido para poder aproveitar um pouco do dia ainda na praia. O catamarã é gigante, mesmo assim atinge um velocidade bem alta.

A Ilha é show, o céu incrivelmente azul contrastando com o branco intenso das casas nas montanhas e com o azul profundo do mar, uma paisagem maravilhosa.

Como estávamos procurando o ônibus para a praia aproveitamos e passeamos um pouco pelo centro de IOS. Curtimos muito a praia, a ilha é muito maneira. Na volta para a pousada comemos um Moussaka, uma espécie de lasanha de batata com berinjela, tava uma delícia. De noite rodamos pelo centro do vilarejo, o qual estava bombando de tanta gente, curtimos bastante.

(01.08.2007) Passamos o dia todo de bob na praia, sem fazer nada. Férias! No final da tarde tava rolando uma festa na praia no bar chamado Far Out, muito boa por sinal. A noite fomos novamente para o centro da ilha (chora) que é cheio de bars e restaurantes, tomamos várias cervas por 1 Euro e curtimos até o sol raiar.

(02.08.2007) Mais um dia de Férias! Muita praia e sol, que delícia.



Santorini

(03.08.2007) Partimos para Santorini de manha cedo, outra ilha do Cyclades. Este arquipélago remota de uns 3000 A.C, e em esta período era habitado pelos Minóicos.

Logo que chegamos deixamos as coisas no Hotel e fomos explorar um pouco da cidade Thirra, o vilarejo mais movimentado da ilha. Após fazer o check-in definitivo fomos para a praia da areia preta, Perivolos. Ficamos o dia todo de bobeira por lá.

A noite fomos numa boate de nome obsceno em português, quando pronunciado em inglês (Koo), huahua! Estava bombando !!! A noitada por qui só termina quando o sol nasce. Uma coisa boa de Santorini é que a noite tem mais gente acima de 25 anos, e as boates são bem melhores, mais estruturadas, em comparação com Ios.

(04.08.2007) Acordamos e fomos logo visitar o Ancient Thirra, é o lugar onde uma civilização antiga viveu e hoje existem as ruínas do vilarejo. Esta civilização foi exterminada pela erupção do vulcão subteraneo que gerou o complexo das ilhas de Santorini no decorrer da história. Na ida pegamos um ônibus para Perissa, de onde começa a trilha, a subida é uma caminhada de cerca de 45 minutos debaixo de sol forte. Como as ilhas gregas são bastante áridas, não havia nenhuma árvore no caminho, e por isso não tinha nem como dar uma descansada estratégica na sombra.

Depois de um pouco de turismo cultural, rolou mais um dia na praia da areia preta. No final do dia fomos para Oia, outra vila da ilha, para ver o pôr do sol, espetacular! Muitos e muitos turistas estavam lá com o mesmo objetivo, quem não chega cedo é capaz de perder a cena devido a tanta gente querendo chegar a uma vista ótima.

De noite ficamos na beira da piscina da pousada bebendo um pouco com um grupo de gregos da pousada. La pra 1h da manha, partimos todos juntos pra boate Enigma, que estava o fervo !!! A boate parecia até as Nações Unidas, tinha gente de tudo quanto é lugar. Foi simplesmente a noite mais maneira da viagem. O lugar era lindo, a musica era legal, só gente bonita....IRADO !

(05.08.2007) Tentamos visitar o Akrotiri, uma área análogo ao Ancient Thirra, mas de outra civilização em outra época da história. O lugar estava fechado porque antropólogos acharam novas coisas e estão trabalhando no local. Ficamos meio desapontados e partimos para a praia da areia vermelha (Kokkini), que praia maravilhosa, a água é super transparente e faz um contraste bem bonito com as falésias vermelhas. Com isso termina a viagem pela Grécia, rumo ao Egito agora.



Gostou do blog? Se estivéssemos num bar, e eu te contasse essa história, você me pagaria um chopp? Contribua com PayPal!

Hungria

Budapest

(27.07.2007) Viagem continua, rumo a Budapest. A duração da viagem se esticou muito, pareci que eu nunca iria chegar, até que no final do dia acabei chegando. O pessoal do meu quarto no albergue é super maneiro, ficamos conversando e bebendo vinho até tarde.

(28.07.2007) Fui conhecer a cidade. O John (inglês que mora em Praga) se animou de fazer o passeio também. Íamos alugar uma bike para passar por tudo, mas não conseguimos porque precisávamos de um depósito que não tínhamos, logo fomos a pé mesmo. Passamos pelo Opera House, a praça dos Reis, um parque gigante e terminamos visitando o estádio de Budapest. A noite terminou numa super boate chamada Rio na beira do rio Danúbio.

(29.07.2007) Mesmo indo dormir tarde, acordei cedo por precisava fazer o restante do passeio turístico, estava na hora de visitar o lado Buda da cidade. Uma igreja dentro do moro e o Castelo de Budapest foram as principais atrações, além da ponte que liga as duas partes da cidade. Vale a pena fazer um pit stop em uma das tendas montadas nessa ponte, clima descontraído e gostoso. No final do dia fui rumo ao aeroporto para ir para Atenas, vôo noturno, chegando no meio da madrugada, sinal de emoção pela frente.



Gostou do blog? Me paga um suco? Contribua com PayPal!

República Tcheca

Praga

Após passar alguns dias descansando na Alemanha e praticando o nadísmo estou de volta a estrada.

(24.07.2007) Acordei de madrugada para pegar o trem de Munique para Praga. Aproveitei o tempo no trem para trabalhar um pouco e ver o filme Hotel Ruanda. O filme é forte e muito bom, recomendo. Cheguei em Praga por volta de 15:30h e fui procurar meu albergue. Usando o mapa do metro e do tram eu consegui me localizar logo e vi que a estação de trem é muito perto do albergue, que sorte! Fique surpreso com a qualidade do albergue, tudo novo, super bem cuidado, tem piscina, sauna e um bar com restaurante, além de Internet e Wi-Fi de graça, show!!! Claro que aproveitei e mergulhei logo na piscina e fiz uma sauna pra relaxar da viagem de trem.

(25.07.2007) Acordei tarde com preguiça. O Rob que está no meu quarto estava cheio de empolgação para ir pra academia dar uma malhada, após uma chuverada boa eu animei também e logo fui acompanhar ele na malhação. A academia é super bem estruturada, malhei por pouco mais de 1h, foi ótimo. Mas antes, ao voltar pro albergue paramos num restaurante, comi uma lasanha de frango, brócolis e requefort, espetacular! Após descanso de almoço ainda fui na piscina nadar um pouco e fazer uma sauna. De noite o pessoal resolveu ir num bar perto do albergue, o Mecanical Garden. O dono tinha uma oficina mecânica e resolveu transformar num bar, logo toda a decoração é feita de peças antigas de carros, muito criativo. Após tomar umas cervejas e bater altos papos resolvi voltar pra casa porque estava super cansado do dia.

(26.07.2007) Acordei super regenerado, e já estava na hora de fazer os passeios turístico por Praga. Caminhei por várias praças. igrejas e estatuas. A atração principal é o Castelo de Praga e a ponte de pedestres. O melhor mesmo é sair andando sem destino e explorar esquina após esquina, parar para tomar um café, e curtir a tranquilidade da cidade.



Gostou do blog? Me paga um café? Contribua com PayPal!